Obrigado pela visita, Deus te abençoe Jesus te ama

"Buscar-me-eis,               e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração"               Jer 29.13

.

 

Página Inicial    

Agradecimentos

Bíblia Sagrada 

Cartões             

Palavra Jovem 

Mensagens anteriores        

Mensagens Virtuais        

 

.

Mensagens Anteriores

 Voltar para a lista de Mensagens

Apagados

22.01.2011  

“Eu, eu mesmo, sou o que apaga as tuas transgressões por amor de mim e dos teus pecados me não lembro.” Isaías 43:25.

“Acredito que estou pagando pela vida que eu vivia antes de ser salvo”, disse-me certa vez um pastor que estava passando por dificuldades.

Muitos cristãos, assim como aquele pastor, são derrotados e deixam que as coisas aconteçam, porque consideram que é assim que deve ser. Não sabem a diferença entre o arrependimento e a penitência. Procuram fazer penitência pela vida do passado. No entanto, na realidade, já que se arrependeram dos seus pecados, Deus não toma mais conhecimento do que já fizeram de errado!

Sou o que apaga as tuas transgressões, disse Deus, por amor de mim. Deus não o fez por amor a você, mas por amor a Ele mesmo. Dos teus pecados me não lembro, Ele prometeu. Se Deus não Se lembra deles, para que você deve lembrar-se? Não deve mesmo!

Quando você nasceu de novo, foi redimido da penalidade do pecado. Se você tivesse de continuar pagando pelos seus pecados, você teria de ir para o inferno ao morrer, porque isso também faz parte da penalidade. Graças a Deus, porém, porque fomos redimidos não somente do poder do pecado, mas também da penalidade do pecado. Jesus tomou o nosso lugar e sofreu a penalidade do pecado.

Em outra ocasião, alguém me perguntou: “Vejo, segundo as Escrituras, que recebemos a remissão dos nossos pecados do passado; recebemos o dom da justiça; fomos feitos novas criaturas, justas e retas. No entanto, o que acontece com aqueles pecados que cometemos depois de tornarmo-nos cristãos?”

Graças a Deus pela Sua provisão em 1 João 1:9, que diz: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça”. Esse versículo não é para os pecadores, mas para os cristãos! A Primeira Epístola de João é endereçada aos cristãos (1 João 2:1,2).

Os cristãos são chamados justiça, e os não-cristãos, iniqüidade. Você já se chamou de justiça? E assim que a Bíblia chama você; logo, você o é.

Quando alguém peca, sente-se em condenação. Perde o senso de retidão. Quando, porém, confessa ao Senhor: “Pequei, decepcionei a Ti. Perdoa-me, Senhor, em Nome de Jesus”, Ele faz duas coisas:

1 - Perdoa-lhe.

2 - Purifica-o.

Deus o purifica de quê? De toda injustiça!

A injustiça é simplesmente a palavra justiça (retidão) com o prefixo in (não). Quando somos purificados da injustiça, ou da não-justiça, passamos a ser justos de novo! Louvado seja o Senhor!

Extraído e adaptado do Livro: Alimento da Fé

Autor: Kenneth E. Hagin

Para Meditar: "Vinde, então, e arguí-me, diz o Senhor: ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã." Isaías 1:18.

Oração: “Senhor, obrigado pela Tua bondade e misericórdia em perdoar-me e purificar-me de toda a injustiça, a fim de que eu tenha continuamente a devida aceitação aos Teus olhos. Obrigado também por perdoar, apagar e não Se lembrar mais dos meus pecados.” Amém.

ENVIAR ESTA MENSAGEM PARA AMIGOS

Copyright 2000 - 2011 © - Buscando Jesus - Todos os Direitos Reservados