Obrigado pela visita, Deus te abençoe Jesus te ama

"Buscar-me-eis,               e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração"               Jer 29.13

.

 

Página Inicial    

Agradecimentos

Bíblia Sagrada 

Cartões             

Palavra Jovem 

Mensagens anteriores        

Mensagens Virtuais        

 

.

Mensagens Anteriores

 Voltar para a lista de Mensagens

A Boa Colheita

19.03.2016  

Ora, aquele que dá a semente ao que semeia, também vos dê pão para comer, e multiplique a vossa sementeira, e aumente os frutos da vossa justiça; Para que em tudo enriqueçais para toda a beneficência, a qual faz que por nós se dêem graças a Deus.” 2 Coríntios 9:10-11.

Certo dia, no começo do verão, eu ia passando por uma linda campina. A relva aveludada parecia um imenso tapete oriental. Em um canto, erguia-se uma bela árvore, já velha, abrigo de inúmeros pássaros que enchiam de gorjeios o ar leve e revigorante. À sombra da ramagem, duas vacas repousavam, imagem de sossego e contentamento.

Ao longo da estrada misturavam-se o roxo e o dourado das violetas silvestres e dentes-de-leão.

Parei, e fiquei ali por longo tempo, encostado à cerca, deixando que meus olhos famintos se banqueteassem. Pensei comigo mesmo que Deus jamais havia feito um lugar tão aprazível. No dia seguinte passei por lá outra vez. Ah! A mão demolidora já havia estado ali. Lá estava um arado, cravado ainda no sulco. Em um dia um homem fizera no local uma terrível devastação. Em vez da relva verde, estava à mostra a terra escura, feia e nua; em vez de pássaros cantando, algumas galinhas ciscavam. E nem violetas, nem dentes-de-leão. E com pesar, pensei: “Como poderia alguém estragar uma coisa tão linda?!”

Então meus olhos foram abertos como por mão invisível e tive uma visão: vi um milharal, com as espigas maduras, prontas para a colheita. Via os longos pés de milho, todos carregados, iluminados pelo sol do outono. Quase me parecia ouvir a música do vento ao passar, agitando os cabelos das espigas. E de repente, a terra escura revestiu-se, para mim, de um esplendor que não possuía na véspera.

Possamos nós sempre ter a visão da abundante colheita que se segue, quando o Grande Agricultor vem - como faz tantas vezes - e sulca nossas almas, deixando diante de nosso olhar torturado só o vazio sem beleza.

Por que me retrair ante o arado do meu Senhor, que faz sulcos profundos em minha alma? Eu sei que ele não é um agricultor inconseqüente. Ele tem em vista uma boa colheita.

Extraído e adaptado do livro: Mananciais no Deserto – Edição do Milênio

Autor: Lettie Cowman

Para Meditar: "Não dizeis vós que ainda há quatro meses até que venha a ceifa? Eis que eu vos digo: Levantai os vossos olhos, e vede as terras, que já estão brancas para a ceifa. E o que ceifa recebe galardão, e ajunta fruto para a vida eterna; para que, assim o que semeia como o que ceifa, ambos se regozijem. Porque nisto é verdadeiro o ditado, que um é o que semeia, e outro o que ceifa. Eu vos enviei a ceifar onde vós não trabalhastes; outros trabalharam, e vós entrastes no seu trabalho." João 4:35-38.

Oração: “Senhor, eu Te peço que me ajude a aceitar com paciência o Teu tempo e a maneira que preparas a minha vida para que produza uma boa colheita para Ti. Pai, que eu seja orientado pelo Teu Espírito Santo para semear a Tua Palavra com sabedoria e que possa colher os frutos da semeadura, voltando com alegria e trazendo a boa colheita para depositar diante de Ti. Eu peço e agradeço em nome de Jesus Cristo.” Amém.

ENVIAR ESTA MENSAGEM PARA AMIGOS

Copyright 2000 - 2016 © - Buscando Jesus - Todos os Direitos Reservados