Obrigado pela visita, Deus te abençoe Jesus te ama

"Buscar-me-eis,               e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração"               Jer 29.13

.

 

Página Inicial    

Agradecimentos

Bíblia Sagrada 

Cartões             

Palavra Jovem 

Mensagens anteriores        

Mensagens Virtuais        

 

.

Mensagens Anteriores

 Voltar para a lista de Mensagens

O Salário do Pecado

10.05.2014  

A palavra “pecado” ocorre cerca de 440 vezes nos textos bíblicos. Não é possível estudar sobre o pecado, sem voltarmos ao Jardim do Éden onde tudo começou. A Escritura Sagrada nos relata que no principio Deus criou todas as coisas, inclusive a sua obra prima, a coroa da criação, “o homem.” Ao finalizar toda sua obra, viu Deus que tudo era bom (Gênesis 1:31). Deus não criou o mal, tudo que Ele fez não tinha sombra de variação. Mas o homem por seu livre arbítrio abriu espaço para conviver com o pecado, preferindo desobedecer a Deus.

O pecado levou todos os homens a se tornarem órfãos de Deus. O homem em seu estado não regenerado, é corrompido pelo pecado, e esse pecado é sempre uma ofensa direta contra Deus. Quando Adão pecou, Deus o despediu de sua presença, ou seja, o homem foi viver nas trevas sem a Luz de Deus. Por mais que Adão, e Eva fossem amados pelo criador, não havia mais condições de permanecerem no Jardim pelo fato de Deus ser Luz e a luz não ter comunhão com as trevas. “Esta é a mensagem que dele ouvimos, e vos anunciamos: que Deus é luz, e nele não há trevas nenhuma.” (1 João 1:5).

Em hebraico existem algumas palavras que estão relacionadas ao conceito de pecado. Entretanto, a principal palavra utilizada para descrever o pecado é a palavra hebraica “hata”. cujo sentido básico é o de “errar um alvo ou um caminho” ou ainda “ficar aquém do padrão”. Já na língua grega, a palavra que melhor caracteriza a idéia de pecado é a palavra “hamartia”, cujos significados básicos são: “falha, culpa, pecado”.

Por fim, nos deparamos com o conceito de “pecado” em latim. Sabe-se que o verbo português “pecar” é derivado do latim peccare que, em seu uso primitivo, significava “dar passo em falso, perder o pé e, portanto, cair”:

O pecado é uma das mais cruéis realidades do mundo que nos rodeia e é impossível ignorá-lo. Por causa do pecado, os homens padecem dores, enfermidades, angústias, condenação e morte.

Quando Adão pecou, estabeleceu um triste princípio para os homens: todos os seus descendentes nasceram (ou nascem) no mesmo estado em que ele caiu. Podemos afirmar que todo homem carrega o DNA de Adão.

A Bíblia confirma isso, quando o apóstolo Paulo declara: Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porquanto todos pecaram (Romanos 5:12).

O pecado é universal. Como está escrito: “Não há justo, nem um sequer” (Romanos 3:10). “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” (Romanos 3.23.)

Adão pecou não somente como o pai da raça humana, mas também como chefe representativo de todos os seus descendentes; portanto, a culpa de seu pecado é posta na conta deles, pelo que todos são passíveis de punição e morte. É nesse sentido que o pecado de Adão conduziu a todos nós para um estado de escravidão espiritual. Sabemos que todo escravo tem que fazer aquilo que o seu senhor manda. O homem escravizado faz muitas coisas que não gostaria de fazer. Por isso muitos roubam, bebem e se tornam alcoólatras, usam drogas, traficam, adulteram, fumam, mentem, matam, cometem traição e são traídos. Tudo isto tem um preço a pagar, pois tudo aquilo que o homem semear, certamente colherá!

O pecado, além de trazer danos irreparáveis na vida do homem fez o principal estrago que foi destituir o homem do criador. O sinônimo da palavra “Destituir” é: despedido, exonerado, desprovido, órfão.

O pecado nos destituiu da condição de filhos de Deus e nos fez escravos dele. Jesus afirma isto: “Replicou-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é escravo do pecado” (João 8:34).

Extraído e adaptado do livro: O Livro Que Decide

Autor: Jorge da Rocha Tristão

Para Meditar: "Quem comete o pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo. Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado; porque a sua semente permanece nele; e não pode pecar, porque é nascido de Deus." 1 João 3:8-9.

Oração: “Senhor, eu Te peço que perdoe os meus pecados e ajuda-me a ter um coração puro, para que eu não venha cometê-los novamente, mas prosseguir para coisas que glorificam o teu Nome. Ajuda-me também a pedir perdão para aqueles contra quem pequei, para que seja restaurada a minha comunhão contigo e com o meu próximo. Eu peço e agradeço em nome de Jesus Cristo.” Amém.

ENVIAR ESTA MENSAGEM PARA AMIGOS

Copyright 2000 - 2014 © - Buscando Jesus - Todos os Direitos Reservados