Obrigado pela visita, Deus te abençoe Jesus te ama

"Buscar-me-eis,               e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração"               Jer 29.13

.

 

Página Inicial    

Agradecimentos

Bíblia Sagrada 

Cartões             

Palavra Jovem 

Mensagens anteriores        

Mensagens Virtuais        

 

.

Mensagens Anteriores

 Voltar para a lista de Mensagens

Ao Lado do Senhor

25.06.2011  

Era prática dos parceiros de aliança a troca de armas, e simbolizava a aceitação dos inimigos mútuos: "E Jônatas se despojou da capa que trazia sobre si, e a deu a Davi, como também os seus vestidos, até a sua espada, e o seu arco, e o seu cinto" (1 Samuel 18:4).

Ao fazerem aliança, o que as pessoas possuíam passava a ser comum entre elas - até os inimigos. Se uma era atacada, era dever da outra socorrê-la.

Quanta luz me trouxe o entender esta mensagem! Compreendi que não precisava preocupar-me com os inimigos! Meu Parceiro de aliança era a minha defesa. Desse eu amor, e Ele agiria em justiça: "Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira, porque está escrito: Minha é a vingança; eu recompensarei, diz o Senhor. Portanto, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas de fogo sobre a sua cabeça. Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem" (Romanos 12:19-21).

Paulo, então Saulo, em seu primeiro encontro com o Senhor, estava a caminho de Damasco para prender os cristãos e levá-los prisioneiros: "Subitamente o cercou um resplendor de luz do céu. E, caindo em terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues?" (Atos 9:3,4). Paulo perseguia Jesus porque os cristãos estavam em aliança com Ele!

Como precisamos entender esta verdade! Quando você fere, prejudica ou persegue outro cristão, está agredindo a Cristo! Em Salmos 105:8-15, Deus lembra a aliança que fizera com o seu povo, e que não permitira a ninguém oprimi-lo. Até reprovara reis por sua causa: "Não toqueis nos meus ungidos, e não maltrateis os meus profetas" (Salmos 105:15).

Alguém o persegue? Chame o seu Parceiro de aliança. A seu tempo e modo perfeitos, Ele virá em sua defesa.

Quando entramos em aliança com Jesus Cristo, Ele não só aceita os nossos inimigos, como também devemos aceitar os Dele! É um compromisso a ser honrado por ambas as partes.

Nossos corações vibram com as histórias maravilhosas de proteção que o Senhor deu ao seu povo. Mas, e as histórias de cristãos que ficaram ao lado do Senhor, contra os seus inimigos?

Josafá, rei de Judá, foi reprovado por não cumprir esse acordo: "Devias tu ajudar ao ímpio, e amar aqueles que ao Senhor aborrecem? Por isso virá sobre ti grande ira de diante do Senhor" (2 Crônicas 19:2).

Como podemos afirmar que amamos ao Senhor, e colocar-nos ao lado dos que o odeiam? Como amar a Deus, e andar nos caminhos do mundo, participar de suas atividades, aceitar suas filosofias? Todavia, tantos se colocam ao lado do mundo!

Numa conversa com os discípulos, logo após uma refeição de aliança, Jesus os adverte sobre seu inimigo, o mundo: "Se o mundo vos aborrece, sabei que, primeiro do que a vós, me aborreceu a mim. Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o era seu: mas, porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos aborrece" (João 15:18,19).

O mundo odeia Jesus, porque Ele não deixou desculpa para o pecado. Embora sujeito às paixões, Ele viveu e serviu a Deus como o ser humano foi criado para fazer. Desse modo, tirou a máscara do homem, a desculpa para pecar. E os homens o odiaram pela sua vida justa - vivida de acordo com os padrões e sabedoria de Deus.

O mundo não gosta da retidão porque estabeleceu seus próprios padrões e filosofia, aos quais Deus se opõe.

E você? O mundo o ama, ou o odeia? Sua vida reta denuncia o pecado, ou você adotou as filosofias do mundo, recebendo deste as boas-vindas? Onde fica o seu Parceiro de aliança? Medite sobre isto.

Extraído e adaptado do Livro: Amados

Autor: Kay Arthur

Para Meditar: "Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é o novo pacto no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que o beberdes, em memória de mim." 1 Coríntios 11:25.

Oração: “Senhor, eu quero renovar os meus votos de aliança contigo, por isso eu declaro que faço parte da Tua nova aliança e que as práticas erradas do mundo e tudo que aborrece a Ti, também aborrecem à mim. Eu declaro que eu e a minha casa serviremos ao Senhor.” Amém.

ENVIAR ESTA MENSAGEM PARA AMIGOS

Copyright 2000 - 2011 © - Buscando Jesus - Todos os Direitos Reservados