Obrigado pela visita, Deus te abençoe Jesus te ama

"Buscar-me-eis,               e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração"               Jer 29.13

.

 

Página Inicial    

Agradecimentos

Bíblia Sagrada 

Cartões             

Palavra Jovem 

Mensagens anteriores        

Mensagens Virtuais        

 

.

Mensagens Anteriores

 Voltar para a lista de Mensagens

Creia em Jesus

16.08.2008  

Naamã era um general sírio que contraiu lepra. Em sua casa, trabalhava uma menina israelita, que fora levada cativa. Ao ver a aflição daquela família, a jovem judia informou à sua senhora, a esposa de Naamã, de que em Israel havia um profeta, chamado Eliseu, o qual poderia curá-lo. Imediatamente, Naamã para lá se dirigiu.Naamã era um general sírio que contraiu lepra. Em sua casa, trabalhava uma menina israelita, que fora levada cativa. Ao ver a aflição daquela família, a jovem judia informou à sua senhora, a esposa de Naamã, de que em Israel havia um profeta, chamado Eliseu, o qual poderia curá-lo. Imediatamente, Naamã para lá se dirigiu.

Aquele general imaginava algo que não aconteceu: Certamente ele sairá, pôr-se-á em pé, e invocará o nome do Senhor, seu Deus, e passará a sua mão sobre o lugar, e restaurará o leproso (2 Reis 5:11b).

Eliseu não recebeu Naamã, e mandou-lhe apenas um recado: Vai, e lava-te sete vezes no Jordão, e a tua carne te tornará, e ficarás purificado (versículo 10b). Naamã estava decepcionado; nada de mesuras, invocação ou imposição de mãos. O milagre da cura não se daria do modo que Naamã imaginara.

Em seu íntimo, aquele general recusava-se a se dobrar ante o Deus de Israel, e isso pôde ser notado por seu desejo de lavar-se em rios da Síria, e não de Israel (versículo 12). Com essa atitude, indiretamente, ele estava rejeitando a mão de Deus que estava sobre todo o Israel. Eliseu sabia que Naamã precisava muito mais do que a cura física; ele precisava conhecer o Senhor Deus.

O caminho que leva à vitória e ao sucesso, muitas vezes, é-nos indicado pelos “servos”, não pêlos sábios. Assim aconteceu a Naamã, que, aconselhado por seus servos, obedeceu à ordem do profeta. O resultado foi a cura física e espiritual, pois aquele general viu-se livre da lepra e converteu-se ao único Deus (versículo 15,17,18).

Se Naamã não tivesse passado por tudo aquilo que considerou uma humilhação, não teria conhecido o Altíssimo. A humildade e a obediência são chaves que abrem portas que levam a pessoa a crer.

Sem crer, não há quem receba algum milagre. Muitos confundem o desejo de receber a bênção com o ato de crer, o qual significa cooperar com o Senhor na consecução do milagre.

Jesus devolveu a vida a Lázaro quatro dias depois de sepultado (João 11:1-44). O corpo de Lázaro já estava apodrecendo e cheirando mal quando o Senhor o ressuscitou. Antes do milagre, Jesus ensinou às irmãs do falecido: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá (versículo 25). Depois, convidou-as a crer: Crês tu isso? (versículo 26). Em seguida, ordenou que tirassem a pedra que selava a sepultura de Lázaro. Ora, quem pode devolver a vida a um corpo podre, pode fulminar uma pedra com um olhar, não é verdade? Por que, então, Jesus não o fez? Eis aí uma lição: o que nos cabe fazer Ele não faz, mesmo que isso O impeça de operar. Por isso, em Nazaré, Sua cidade natal, Jesus não pôde operar muitas maravilhas: E não podia fazer ali obras maravilhosas; somente curou alguns poucos enfermos, impondo-lhes as mãos. E estava admirado da incredulidade deles (Marcos 6:5-6a).

A pessoa pode obter a fé pela Palavra e, em seguida, exigir que o mal saia, mas se não crer naquilo que diz, a obra não será feita. Após dar a ordem, é preciso lutar contra as evidências, considerar a obra feita antes de ver os resultados. Crer é dar ao poder de Deus combustível para realizar Sua vontade. No momento em que você crê, o mal perde a força sobre sua vida, e o poder de Deus entra em ação, realizando o que, sobre a Palavra de Deus, foi determinado.

Minha oração, agora, é que a leitura dessa mensagem tenha-lhe feito compreender o segredo para ser um vencedor, um genuíno cristão - parecido com Cristo. Que o Senhor satisfaça todas as suas petições!

Extraído do livro: Mensagens Clássicas

Autor: R. R. Soares

Para Meditar: "Declarou-lhes Jesus. Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim, de modo algum terá fome, e quem crê em mim jamais terá sede." João 6:35.

Oração: “Senhor, muito obrigado por despertar a minha fé através da Tua Palavra. Eu creio que todas as minhas necessidades o Senhor já supriu e eu tomo posse desta benção em nome de Jesus.” Amém.

ENVIAR ESTA MENSAGEM PARA AMIGOS

Copyright 2000 - 2008 © - Buscando Jesus - Todos os Direitos Reservados