Obrigado pela visita, Deus te abençoe Jesus te ama

"Buscar-me-eis,               e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração"               Jer 29.13

.

 

Página Inicial    

Agradecimentos

Bíblia Sagrada 

Cartões             

Palavra Jovem 

Mensagens anteriores        

Mensagens Virtuais        

 

.

Mensagens Anteriores

 Voltar para a lista de Mensagens

As Bênçãos Te Alcançarão

05.11.2011  

Deuteronômio 28 fala de uma escolha. Uma escolha de bênçãos ou de maldições. Os versos 2 e 3 falam de maneira gloriosa sobre as bênçãos, sobre aquilo que o Senhor tem reservado para todos nós. Mas sob uma condição: “Se ouvires a voz do Senhor, teu Deus, virão sobre ti e te alcançarão todas estas bênçãos: Bendito serás tu na cidade e bendito serás no campo.” A Palavra afirma: “Se ouvires a voz do Senhor, teu Deus [...]” E ouvir a voz do Senhor não significa apenas ouvir um som, uma proclamação. Essa atitude envolve obediência. “Se ouvires a voz do Senhor, teu Deus, virão sobre ti e te alcançarão todas estas bênçãos.”

Note bem: “Virão sobre ti e te alcançarão”. É como se as bênçãos estivessem correndo atrás de você e não você atrás delas. O sonho de Deus é que as bênçãos corram atrás de você até alcançá-lo e não o inverso. A Palavra também afirma: “[...] Virão sobre ti e te alcançarão todas as bênçãos” Não somente algumas, mas todas. O verso 3 começa dizendo: “Bendito serás tu na cidade e bendito serás no campo.” A partir de então, segue-se toda uma lista de bênçãos. Talvez você se pergunte: “Todas essas bênçãos virão sobre mim?” Minha resposta é “sim”. Afinal, são promessas.

Contudo, quando se prossegue na leitura, somos advertidos de algo muito importante. O verso 15 do mesmo capítulo (Deuteronômio 28.15), assim o diz: “Será, porém, que, se não deres ouvido à voz do Senhor, teu Deus, não cuidando em cumprir todos os seus mandamentos e os seus estatutos que, hoje, te ordeno, então, virão todas estas maldições sobre ti e te alcançarão.” Quando você anda no caminho da obediência, tem a garantia da promessa, de que as bênçãos do Senhor virão sobre você. Se olhar para trás, verá que elas estão correndo para alcançá-lo. Por outro lado, se você estiver em desobediência, diz a Palavra, “virão todas estas maldições sobre ti”. E mais: se olhar para trás, as maldições também o alcançarão.

Em minha casa, quando criança, nós não tínhamos geladeira. Eu nasci em 1948, e só tivemos a primeira geladeira no final de 1964. E havia uma situação delicada: o leite que comprávamos sempre tinha de ser fervido para não azedar. Mas, infelizmente, acontecia de azedar. E como era desagradável!

Muitas vezes na vida, parece que o céu azeda. E o pecado faz exatamente isto: “coalha” o céu, tornando-o espesso, pesado, a ponto das orações não mais subirem. E você pensa: “Meu Deus, o céu sobre minha cabeça parece ser de bronze e meu chão, de ferro. Eu planto, mas não colho e nada parece florescer na minha vida. Alguma coisa deve estar acontecendo!”

É isso mesmo que acontece. Você planta seus sonhos e eles não florescem. “Planta” seu currículo e não “floresce” nenhum emprego; “planta” uma oração e nada de respostas.

Há algo muito forte que precisa ser mencionado. O capítulo 28 de Deuteronômio deixa muito claro que tudo na vida é uma questão de escolha. Ou escolhemos a bênção ou escolhemos a maldição. Não há meio termo.

Nestes dias, o Senhor tem trazido uma palavra à sua Igreja. Temos experimentado esse tempo de céu aberto, de orações respondidas, de atuações poderosas de Deus, o Pai. E nesse ínterim, o Senhor me trouxe uma palavra de advertência: “Filho, diga à Igreja para orar. Diga ao meu povo para começar a clamar, porque o céu que outrora era claro, vai se tornar em bronze.”

É interessante perceber que quando você ora, o inimigo se preocupa com você. Não é sem motivo que, a partir do momento que você coloca no seu coração o propósito de orar, de clamar, de dobrar os joelhos em oração, inicia-se uma batalha. É quando o telefone toca, a campainha chama a todo instante e mais interrupções começam a acontecer. Quantas distrações! E, na maioria dos casos, muitos se deixam levar por essas distrações e gastam pouco tempo em oração e comunhão com o Senhor.

Inúmeras vezes você se pergunta: “Por que o céu sobre minha cabeça parece ser de bronze e o chão, de ferro?” Digo-lhe que a única coisa que pode destruir um céu de bronze e um chão de ferro são as suas orações. Existem obstáculos que o inimigo coloca quando você deseja orar. Quando você realmente quer ser um homem ou uma mulher de oração, ele se levanta de maneira terrível. E aí eu lhe pergunto: você sabe lidar com o inimigo? A Palavra afirma que você sabe e tem as armas para isso. “Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.” (Tiago 4:7). Não desista, continue orando!

Extraído e adaptado do Livro: Obstáculos à Oração

Autor: Marcio Valadão

Para Meditar: "Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças; e a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus." Filipenses 4:6-7.

Oração: “Senhor, ajuda-me a reconhecer os meus pecados, que tem impedido uma perfeita comunhão contigo, e pedir o Teu perdão. Pai, que eu possa eliminar tudo o que venha impedir as Tuas bênçãos de me alcançar, é o que peço, em nome de Jesus.” Amém.

ENVIAR ESTA MENSAGEM PARA AMIGOS

Copyright 2000 - 2011 © - Buscando Jesus - Todos os Direitos Reservados